Ocorreu um erro neste dispositivo

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Depois de 20 e tal de dias de blogue não podíamos estar mais satisfeitos com o resultado. Para alem do número de visitas que é relativamente alto, tendo que isto é escrito por 2 homens do campo, as opiniões, têm sido da vossa parte, bastante positivas. Continuem a ser simpáticos mesmo que não gostem, é que isso aumenta-nos o ego. ahaha. Mesmo que não gostem, digam o contrário. lol.
Bem isto é feito a pensar em vocês, leitores e seguidores do blogue, por isso, sinceramente, ou não, esperamos que se divirtam e que acompanhem a nossa caminhada aqui por terras nórdicas, isto se não tiverem mais nada de importante para fazer, mas não vos custa nada largar a quinta do FaceBook 5 minutos para verem, ao menos, se os vossos amigos ainda são vivos, as abóboras e alfaces não apodrecem em 5 minutos.
Deixar uma palavra de apreço aos seguidores e dizer que estão cá dentro e principalmente a um, que não conhecemos, de nome Dinis, que para alem de ter um figura impecável é um ser dotado de uma cultura vastíssima. Diríamos ate que é o sonho de qualquer mulher. Se o quiserem contactar avisem, só mulheres!!!! (loooooooooooool)

Ser Português...



Em todos os pontos do mundo há portugueses e acreditem, que sem termos alguma coisa em especial, toda a gente gosta de nós. Em boa verdade nós também gostamos de toda a gente.
Por isso, dizer que em qualquer parte do mundo os portugueses fazem a festa, torna-se para mim, nesta altura, uma verdade intocável. Onde quer que estejamos seremos sempre os Máiores.

PORTUGAL! PORTUGAL! PORTUGAL!

PS: O sorrisos na foto, disfarçam o sofrimento. Estava realmente um frio do pior, mas ainda assim fizemos uma guerra de bolas de neve com os belgas. Obviamente que ganhámos, o sangue de D.Afonso Henriques corre-nos nas veias, perder não é uma opção, nem que se tenha de bater na mãezinha! ahaha

E fez-se luz em Oulu



Bem sei que vão achar estranho o facto de estar tão contente por hoje o sol ter visitado a cidade de Oulu. Para vocês, ai em Portugal, sol é coisa que não falta, mas por aqui os dias cinzentos são a nota dominante.
Hoje, quando acordei e vi que estava um sol radiante decidi, então que era tempo de ir dar um passeio pela baixa da cidade, mas lembrem-se que pode estar sol e frio ao mesmo tempo, muito, mas mesmo muito frio.
Ignorei os -22 graus e parti para um passeio como se de um dia de primavera se tratasse. Épa, está-me no sangue, preciso de sol e apesar de quase ter congelado, acreditem que ver o sol e o céu azul foi verdadeiramente compensador.
Se há coisas de que tenho saudades, uma delas é, certamente, o maravilhoso sol que temos por aí. Por isso meus amigos, acreditem, e digo isto não só pelo sol, mas vivemos num dos melhores países do mundo, e não falo da Finlândia, falo obviamente de PORTUGAL.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

ONNELA Bar


O bar Onnela é por estas bandas um dos mais requisitados. E o que tem então este bar de especial? É tipo bar discoteca, com 2 pisos e 3 salas diferentes. Mas isso das salas e dos pisos, não é o que lhe confere fama, o que lhe confere fama são as Happy Hours que por la se fazem todas as quartas feiras e Domingos das 00:00H à 01:00, em que a imperial é servida num copos já grandinhos e pela quantia de 1€, bem bom. Como já referimos anteriormente, temos aproveitado tudo o que é promoção, portanto sempre que nos apetece uma cervejinha lá vamos nós ao ONNELA, tem é que ser numa quarta ou num domingo. (O pior é que nos apetece todos os dias)
Mas nem tudo é um mar de rosas, não bastava só ser uma hora (qual é que foi a parte que não percebes-te de Happy Hour), como também ainda temos que comprar um cartão para poder comprar as imperiais a 1€, sem ele nada feito, 4€, ou àgua da casa de banho. Mas o cartão até nem é assim tão caro, dizem, que é a 7,5€. Sim, dizem, nós ainda não temos cartões, porque como bons portugueses que somos, se os outros têm para quê comprar um? Ou seja, passamos a noite, ou melhor, aquela hora, a pedir os cartões dos outros emprestados. Mas, nós vamos comprar os cartões, não sabemos é quando! ahah

Leão D´Ouro--"O Meu bar" (by:Dinis)

Por aqui há inúmeros bares porreiros, pessoal 5* estrelas, mas nenhum, sequer, chega aos calcanhares da minha segunda Casa, O Leão de Ouro.
Quero deixar aqui beijinhos e abraços para toda essa família, quem frequenta sabe do que falo, e dizer que já tenho saudades daquelas quartas e quintas feiras loucas, da caneca a 1€ enquanto vejo o Glorioso, do César a levar grandes sovas no PES, dos domingos a ver os ídolos, do Grande SR. ANTÓNIO e de todos aqueles que fazem parte da vida deste bar.
A todos vocês um grande abraço directamente da Finlândia.

Resta-me dizer que por aqui está tudo bem (isto se alguém tiver interessado) e que "Só Vejo Vermelho. Carrega BENFICA." Em Maio espero andar aqui numa fonte congelada a festejar o titulo do Glorioso. ahaha

SR. ANTÓNIO é mais uma caneca!

A contar os trocos...



Pedimos desculpa pela ausência de novos posts, mas por aqui trabalha-se. Não bastava já os trabalhos que temos ainda para enviar para Portugal, como também os trabalhos que temos que fazer por aqui. Enfim, a falta de tempo e a ausência de um assunto relevante que mereça relato justifica a falta de novidades.

Bem,como devem calcular, e como já referimos em posts anteriores, os preços por aqui não são flor que se cheire, por isso temos que por à prova os conhecimentos adquirimos em marketing, em gestão e em contabilidade para gerir o nosso "budget". Agora não venham dizer que contabilidade não serve para nada...ahaha
O nosso capital social inicial nem se compara, por exemplo, com o de um alemão que para aqui venha estudar o mesmo tempo que nós. Só para terem uma ideia, um alemão recebe cerca de 3000€! Digamos que é o dobro do nosso capital social inicial. Portanto, é fácil perceber que enquanto um alemao bebe 3 ou 4 imperiais, nós bebemos uma... Não por falta de vontade, mas sim pelo simples facto de que queremos ter comida na mesa até Maio.
Desta forma, temos aproveitado todas a promoções em super-mercados, tendo atenção à relação preço-qualidade-quantidade. Afinal o marketing também dá jeito.
Posto isto, não temos cometido grandes extravagancias quanto aos gastos, mas acreditem numa coisa, numa terra de preços altos não é preciso ser-se rico para se ter uma boa dose de diversão. E podem ter a certeza que diversão não tem faltado...
Quanto à alimentação, não pensem que andamos aqui a comer porcarias, a nossa dieta varia entre o saudável e o muito saudável, desde assados nos forno, a salmão grelhado e a um arroz à valenciana, entre muitas outras iguarias de fazer crescer água na boca. Obviamente que não deixámos de, de vez em quando, petiscar uma lasanha ou pizza, mas a tendência, de comer comida saudável, é para manter.

domingo, 17 de janeiro de 2010

"Tour" por Oulu.






Sábado pela manha, epá também, só foi ao meio dia, mas tendo em conta às horas a que nos deitámos na sexta, acreditem que, acordar ao meio dia, foi como acordar de madrugada, mas ainda assim lá fomos nós para um passeio por Oulu. Ao meio dia em ponto lá estava o autocarro para nos apanhar.
O "Tour" iniciou-se e a nossa guia disse-nos que estaríamos de volta a Otykylä pelas 15:00h. A temperatura estava bastante agradável, apenas -3º. Andamos às voltas pela cidade a conhecer os edifícios principais e blá blá blá blá...
Depois disto fomos até à praia dar um mergulhinho... Vá um megurlhinho não porque na praia o frio não era pouco e a agua era gelo e a areia era neve. Paradisíaco eu sei! Apesar de só estarem -3º, o frio era muito porque havia muito vento, um vento cortante que parecia que nos cortava a pele.... E para ajudar à festa, antes sairmos de casa vimos que estavam -3 graus, pensamos que não seriam necessários os 30 Kg de roupa com que andamos todos os dias e então la fomos nós só de calça de ganga....Resultado, pernas assadas, por causa do frio. Nada de mais.
Bem, depois disto foi hora de regressar a Otokylä, ( para quem não se lembra ou não sabe, Otokyä é o local onde está a nossa residência), a meia hora de caminho no autocarro serviu para descongelar e voltar a ter raciocínio lógico! E pronto chegámos a Otokylä. E sabem que horas eram???? 14:59!!!! Pontualidade.

"Corridor Party"



A semana não podia acabar de melhor maneira. Na sexta feira, decorreu no corredor do piso 5 mais uma festa. Depois de uma semana complicada com aulas, nada melhor que uns bons momentos de descontracção.
Desde "ring on fire", "Pes" e muita diversão tivemos mais uma agradável noite na nossa residência.
A "fiesta" decorreu até à uma da manhã, hora em fomos para a baixa da cidade, para um bar de nome "AMARILLO". O bar era um sitio bastante agradável, mas a musica, de agradável não tinha nada. Mas é compreensivel, o finlandeses dançam mal, mas mesmo mal e sempre no mesmo ritmo, por isso para eles a musica não é assim tão importante... Mas entre rap e musica finlandesa lá se passou a noite...mas o melhor estava guardado para o fim.
Normalmente, em Portugal, a ultima música é para partir a loiça toda, mas aqui a cena é um bocado diferente, aqui a ultima musica é um "slow", para se dançar agarradinho, tão a ver a cena? Foi demais. É tipo a ultima oportunidade que se tem para se "sacar" a miúda...tipo isso!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Ah e tal neva em Portalegre....

Para vos mostrar o que é realmente neve vejam o vídeo seguinte...



Sim o Dinis é uma criança e sentiu uma enorme necessidade de vos dizer que por aqui há bem mais neve do que esses flocos que caíram em Portalegre.....Que novidade!!!....Mas é assim, ele não pode ver ninguém feliz... "Tá bom. Já chega!"

Perdidos na floresta...

É triste, mas é verdade. A o azar ainda não nos deixou e voltou-nos a bater à porta.
Certo dia, resolvemos ir às compras e como por aqui também há uma Liga Internacional dos Deslocados de Leste (LIDL), resolvemos dar lá um "pulinho", pois, segundo o pessoal, "é mais barato". Não sei se aqui os emigrantes de leste ganham bem ou não, mas os preços no LIDL não eram assim tão baixos.
Partimos de Otikylä com destino ao tal supermercado, mas convém dizer, não sabiamos o caminho.
Já devem estar pensar, estes parvinhos perderam-se a caminho do LIDL. Mas não, para lá encontrámos o caminho, porque segundo o ditado "Quem tem boca vai a Roma". Lá perguntámos a duas ou três pessoas e encontramos o referido supermercado. O problema foi no regresso, é que foi exactamente no regresso que nos perdemos. Ya, é estúpido, mas é verdade. Se para lá demorámos cerca de meia hora, para casa demorámos cerca de 2 horas, ainda por cima de noite, no meio dum bosque finlandês, carregados com as compras, rodeados de árvores e casas todas iguais e, não se esqueçam, sempre acompanhados por aquele calor esquisito que faz por aqui. Depois de perguntar-mos a cerca de 20 pessoas o caminho para Otokylä, depois de um velho senhor finlandês, que de inglês nada percebia, nos ter feito um desenho na neve(Sim um desenho. A situação estava tão complicada que foi preciso um desenho) e de "praí" uns 5 ou 6 quilómetros depois, encontramos o caminho para casa.
"We will survive......"


("É prá a esquerda ou para a direita?")

Primeira festa....



Logo no segundo dia, à noite, fomos brindados com uma festa na nossa residência.
Até nem gostamos destas coisas, mas, contrariados, la fomos nós. A festa decorreu no quarto 507 , um quarto livre, dedicado especialmente para estas ocasiões(isto de ser o 507 tem uma razão, é que este era o quarto do nosso amigo Samuel Bandeira, logo está mais do que habituado a algazarras deste género). Vê-se mesmo que por aqui não gostam de festa.....ai não que não gostam!!
Por aqui há pessoal de todo o lado, é a muiticulturalidade no seu expoente máximo. Mais que as nacionalidades só mesmo a cerveja....
A festa foi estilo festa a americana, "gajas" nuas, "gajos" a beber litros e litros de cerveja, muita diversão....etc... Vá, falando a verdade, não foi assim tanto, faltaram as "gajas nuas".
E como isto também tem o seu lado cultural, experimentamos doces e comidas típicas da Finlândia. Desculpem lá amigos finlandeses, mas de cozinha voçês nao percebem nada ....(Por favor mandem-me um cozido à portuguesa pelo correio.)
A coisa tinha pernas para andar noite dentro, mas o Dinis a meio baldou-se, estava cansado e tal.....tá bem tá...o que ele tinha sei eu! O Carlos, por seu lado, prolongou a estadia no 507 até as 8e30 da manha. Provavelmente nem tinha forças para se levantar, mas isto sou a falar, sem fundamento nenhum. lol
Pois é meus amigos, digamos que foi uma noite extremamente agradável.
Como vêem a nossa vida não tem sido nada fácil....


(Os Tugas reinam em qualquer parte do mundo)

domingo, 10 de janeiro de 2010


No dia 8 pela manhazinha lá fomos nós à nossa universidade. Apanhamos boleia, ainda que a pé, de uma colega Polaca, Magda.
Acreditem andar a pé meia hora, com calcinhas de ganga, com quase -30º, dói, deixa-se de sentir as pernas, a dor é tanta que se podem cortar....às postas.
Lá chagámos à escola e a Magda indicou-nos onde deveríamos deixar os casacos e afins, porque dentro dos edifícios ta um calor do caraças.
Dirigimo-nos à sala onde estavam a ser feitas as apresentações dos alunos de erasmus.
Para quem tá habituado a ter a papinha toda feita, fazer os próprios horários foi um BOCADINHO complicado.
A nossa escola, tem boas condições, a nível físico e a nível de equipamentos. É um espaço agradável, mas lembrem-se, é uma escola, fazem-nos lá coisas más como trabalhos e frequências.
Fomos almoçar às 11 horas. Oube-lá, ninguém almoça às 11 horas da manha!
Mas como bons portugueses, para comer estamos sempre disponíveis e portanto lá fomos, ainda que a medo.
Na fila para o almoço, o Dinis estava a tirar sumo e os finlandeses leite....sim, ouviram bem, estes gajos bebem leite ao almoço. Que cena!
No entanto e contra a nossas previsões, servimo-nos de uma boa comida.

Primeira ida às compras...


Bem, sem conhecer nada disto aventurámo-nos pela cidade de Oulu em busca de um supermercado. E lembrem-se estavam -30º.
Depois de 15 minutos a andar e já quase congelados e com o cérebro a funcionar 5%, la encontramos um mini-mercado.
Para começar e como era mini tinha pouca variedade, mas os preços, pelo contrário era muito, e não é pouco, bastante altos. Compramos uma coisinhas e largamos 43 euros!!!!
De regresso a casa, ja regelados e ainda bem carregados com as compras sofremos um bocadinho, principalmente o Dinis, que na manha desse mesmo dia perdeu as luvas no táxi e foi para casa "caim, caim". Já nem sentia as mãos. Ainda assim e bem ao jeito portugês vencemos mais esta contrariedade. Somos TUGAS, somos RIJOS.

Chegada a Oulu, Finlândia


Se em Helsínquia estava frio comó caraças, em Oulu, nem vos digo nada. -30 graus à sombra, porque sol, aqui na Finlândia nem vê-lo. Não bastava o frio tremendo, mas ainda o facto de só se fazer de dia às 10 da manha e às 4 da tarde já ser de noite, acreditem estamos com sorte, nem sempre é assim.
Lá fomos de táxi até Otokylä, local onde se situa a nossa residência. À chegada, aguardamos pela nossa tutora, Elisa Toivola e fomos recebidos com 2 beijinhos (caso raro nas raparigas finlandesas).
Já na residência (pensavam que os problemas tinham acabado, não?), a Elisa levou-nos aquele que seria o nosso quarto e quando abrimos a porta vimos que este estava ocupado e num estado deplorável. Só se ouvia um radio a tocar mas ninguém respondeu. Como o "manager" estava de férias, a Elisa ligou para um aluno,também ele encarregue de nos alojar, mas este estava na escola, e como ao longo daqueles dois dias já estávamos habituados a esperar, aquela meia hora não custou nada.
O tal rapaz chegou e la fomos alojados num outro quarto provisoriamente.

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Londres---Helsínquia



Voo para Helsínquia. Finalmente deixamos o terminal 3, mas não nos livramos de duas horas de atraso. Lá chegámos a Helsínquia, com uma azia descomunal, pois as malas estavam perdidas algures…
Para primeira notícia em Helsínquia, ficámos a saber que tínhamos perdido o voo de ligação até Oulu, que por acaso era o ultimo do dia…..
00:00H…..Dentro de um aeroporto completamente deserto, foi difícil, mas lá encontrámos o balcão de informações. Depois de alguns percalços lá chegámos à recepção das bagagens, o azarado do Dinis viu a sua mala, supostamente perdida algures sabe-se lá onde, a andar pelo tapete rolante. Era única mala que chegou a Helsínquia de passageiros de voos remarcados em Heathrow! Mas as do Carlos nem vê-las. Lá nos marcaram voo para a 7:30 da manha e hotel para pernoitar. A partir daqui tudo correu bem e havia neve, muita neve, muita mais neve do que em Heathrow. Mas botem neve nisso.
A viagem ate Oulu correu surpreendentemente bem e apenas com 30 minutos atraso.

Finalmente chegámos a Oulu!!!!!!!!!!!!!!

Terminal 3 - parte 2



3º-Chega a Heathrow, Londres. Ainda antes de sair do aviõ tivemos a excelente noticia que o nosso voo para Helsinquia havia sido cancelado. (Ao menos assim não o perdemos.)
Dentro do monstruoso aeroporto, (tão a ver o Colombo....não tem nada a ver), eram isto 11h da da matina.
De facto a BritishAirways mobilizou um batalhão de funcionários para auxiliar os passageiros das dezenas de voos cancelados ou adiados, mas cada um sabia menos que o outro, (E o burro sou!?), até que um teve a brilhante ideia de nos dar um numero de telefone. O Carlos ligou e do outro lado respondeu um ser com um sotaque britânico adorável mas incompreensível. O Carlos falou, falou, falou, com isto já iam 5 euros em telefone, o roaming está caro, mas pelo menos conseguimos um voo às 18 horas.
Lá andamos pelo infinito aeroporto, e isto tudo passado apenas no terminal 3.



Almoçamos um hambúrguer comestível com umas batatas fritas, mas não caiu muito bem, aquela coisa das libras e da conversão com o euros levou das nossas carteiras 16 euros a cada um. (Onde estava o McDonald´s??).
Tivemos ainda o prazer de observar a multiculturalidade, constatar interessantes profissões com por exemplo, e esta sim a melhor do mundo, DESCARREGADOR DE AUTOCLISMOS! (Brutal…o que andamos a fazer em Marketing?)
E andámos, esperámos, (e ouve quem dormisse), entre muitas outras peripécias que dispensam relato, mas acreditem há portugueses em todo o lado e em todo o lado conhecem o Cristiano Ronaldo.lol.



Aproximada a hora de voo lá vamos nós para o “check in”. Primeiro ninguém nos sabia dizer qual era a companhia. Mandaram-nos de um lado pró outro, e de outro para um, ou seja, palmilhámos o terminal 3 de lés a lés. Fomos revistados umas vinte vezes, saímos do terminal mas o nosso destino era “viver” ali. Voltámos e palmilhamos mais um pouco. Descobrimos entretanto, já não sabemos bem como, que a companhia era a Finnair. Quando pensávamos que estava tudo a correr bem, só tínhamos voo para Helsínquia, mas não para Oulu. Perguntámos a mais uns mil funcionários e novamente recorremos ao telefone, (mais 3 ou 4 “pró penico” ). Ainda assim, a Brithish diz que sim, a Finnair diz que não. Voltamos a perguntar, voltamos a telefonar (mais uns euritos bem gastos) e não fora a amabilíssima e belíssima funcionária italiana da Finnair,, que depois de muito esforço (acreditem), conseguiu resolver o problema. Péra la, não foi nada, o Carlos tinha passagem mas o Dinis não! Mas para resolver o nosso problema foram precisas duas, LOL, funcionárias, entenda-se.
Supostamente, o voo era às 18:05. Esperamos em frente ao monitor, para saber a porta de embarque até às 18:45, hora em que finalmente soubemos que a porta 11 era a nossa porta de salvação do infernal TERMINAL nº3.
Antes de embarcar ficamos a saber que as nossas bagagens não estavam no avião. ESPECTÁCULO!
Concluímos que por uns quantos flocos de neve, Heathrow ficou um caos. Era só neve, ya!

Terminal 3- A viagem...



Esta é a história de uma viagem que tinha tudo para correr bem.
Depois de lerem este post, tirem as vossas conclusões.
1º- Saímos dos Alentejo por volta das 3 da manha, do dia 6 de Janeiro de 2010, significa isto que foi uma noite em branco.
2º-Aeroporto de Lisboa. Para começar, como não há balanças la em casa e como é pior "cás" gajas, o Dinis, largou 35 euros por excesso de peso das malas. Nota: 35€=70 minis no Estrela.
O Carlos, para não se ficar a rir, no controlo de bagagens teve que voltar para trás e largou a modica quantia de 30 euros, porque a sua mala tinha matérias potencialmente perigosos, como uma pasta de dentes, perfume...etc. (O gajo jurava a pés juntos que tinha o tal material ílicito na mala de porão..... E o teimoso sou eu????). Não fosse o facto do avião estar LIGEIRAMENTE atrasado e arriscava-se a ficar em terra.
Foi-nos dito então que estava mau tempo em Londres, (the captain said there was a slight delay), tivemos só uma hora e meia a mais dentro do avião.


Portalegre-----» Oulu.......A aventura começa...



Bem, este blogue é para mostrar a todos os interessados o nosso dia-a-dia em Oulu, Finlândia.
Somos dois tugas, armados em parvos, da espectacular cidade de Portalegre.
O nome do blogue justifica-se pela agradável e amena temperatura que aqui encontrámos de uns simpáticos 30graus...............negativos!!!!